Pandemia do novo coronavírus trouxe uma “onda” de solidariedade para o Brasil

O novo coronavírus ocasionou mudanças e crises em todos os setores da nossa vida e lidar com todas essas informações têm sido difícil para a maioria das pessoas.

Mas apesar dos embates que aconteceram e estão acontecendo devido ao novo vírus, muitos brasileiros têm se manifestado com boas ações, causando um efeito dominó de solidariedade. Entenda tudo a seguir:

Não é possível ignorar todos efeitos destrutivos que o pandemia do coronavírus causou e ainda tem causado, mas é interessante mencionar que existem notícias boas relacionadas a este tema e como notícias boas são sempre bem-vindasvamos falar um pouco sobre algumas delas.

Mercado Solidário

O Mercado Solidário tem sido um verdadeiro sucesso no objetivo de auxiliar o próximo, pois garante uma assistência diferenciada para trabalhadores informais e autônomos que tiveram sua renda comprometida por causa da crise do coronavírus.

Trata-se de uma plataforma de compras, na qual os compradores compram mas não levam os produtos. Os “consumidores” podem escolher de quais trabalhadores da plataforma desejam fazer a compra simulada e o dinheiro irá para eles, mas os produtos não são enviados.

Na plataforma, ainda podemos conhecer um pouco mais sobre cada trabalhador informal e autônomo e quais os seus serviços ou produtos.

Delivery do Amor

Por conta do isolamento social e do risco eminente à vida humana, muitos idosos envolvidos no projeto Experiência e Vida ficaram isolados em suas residências, o que causou grande comoção nas pessoas.

E é através do “Delivery do Amor” que voluntários do CRAS da Paraíba vão levar um pouco de carinho e atenção para senhoras como a Dona Teleleu, uma professora aposentada que se emocionou ao receber essa demonstração tão necessária de afeto.

Delivery de Currículos

A crise do coronavírus deixou milhares de brasileiros desempregados  impossibilitou que o percentual que já estava na concorrência no mercado de trabalho pudesse encontrar novas possibilidades. Em tempos como esse a ideia de um “delivery” de currículos chegou a ser excepcional.

Pensando nisso, o administrador Kaká D’Ávila, residente de Porto Alegre montou um esquema para recolher e entregar currículos em empresas que estão contratando. Ele recebe os documentos mas também busca se comunicar com as pessoas na comunidade, batendo de porta em porta em busca de possíveis currículos.

O projeto é pessoal e totalmente voluntário, como também é bastante organizado. Kaká separa os currículos a partir de categorias e já chegou a entregar mais de 2 mil deles por aí.